_thread— API de segmentação de baixo nível


Este módulo fornece primitivos de baixo nível para trabalhar com vários encadeamentos (também chamados processos leves ou tarefas) — vários encadeamentos de controle compartilhando seu espaço de dados global. Para sincronização, bloqueios simples (também chamados de mutexes, exclusão mútua ou semáforos binários) são fornecidos. O módulo threading fornece uma API de segmentação mais fácil de usar e de nível mais alto, construída sobre este módulo.

Alterado na versão 3.7: Este módulo costumava ser opcional, agora está sempre disponível.

Este módulo define as seguintes constantes e funções:

exception _thread.error

Gerado em erros específicos de segmento.

Alterado na versão 3.3: Este é agora um sinônimo do componente embutido RuntimeError.

_thread.LockType

Este é o tipo de objetos de bloqueio.

_thread.start_new_thread(function, args[, kwargs])

Começa um novo tópico e retorna seu identificador. O tópico executa a função function com a lista de argumentos args (que deve ser uma tupla). O argumento opcional kwargs despecifica um dicionário de argumentos palavras-chave

Quando a função retorna, o tópico fecha silenciosamente.

Quando a função termina com uma exceção não processada, sys.unraisablehook() é chamada para lidar com a exceção. O atributo object do argumento do hook é function. Por padrão, um stack trace (situação da pilha de execução) é impresso e, em seguida, o thread sai (mas outros threads continuam a ser executados).

Quando a função gera uma exceção SystemExit, ela é ignorada.

Alterado na versão 3.8: sys.unraisablehook() agora é usada para lidar com exceções não lidadas.

_thread.interrupt_main()

Simula o efeito de signal.SIGINT signal chegando na thread principal. Uma thread pode usar essa função para interromper a thread principal.

Se signal.SIGINT não for manipulado pelo Python (foi definido como signal.SIG_DFL ou signal.SIG_IGN), essa função não faz nada.

_thread.exit()

Levanta a exceção SystemExit. Quando não for detectada, o thread sairá silenciosamente.

_thread.allocate_lock()

Retorna um novo objeto de bloqueio. Métodos de bloqueio são descritos abaixo. O bloqueio é desativado inicialmente.

_thread.get_ident()

Retorna o ‘identificador de thread’ do thread atual. Este é um número inteiro diferente de zero. Seu valor não tem significado direto; pretende-se que seja um cookie mágico para ser usado, por exemplo, para indexar um dicionário de dados específicos do thread. identificadores de thread podem ser reciclados quando um thread sai e outro é criado.

_thread.get_native_id()

Retorna a ID de thread integral nativa da thread atual atribuída pelo kernel. Este é um número inteiro não negativo. Seu valor pode ser usado para identificar exclusivamente essa thread específica em todo o sistema (até que a thread termine, após o que o valor poderá ser reciclado pelo sistema operacional).

Disponibilidade: Windows, FreeBSD, Linux, macOS, OpenBSD, NetBSD, AIX.

Novo na versão 3.8.

_thread.stack_size([size])

Retorna o tamanho da pilha de threads usado ao criar novas threads. O argumento opcional size especifica o tamanho da pilha a ser usado para threads criadas posteriormente e deve ser 0 (usar plataforma ou padrão configurado) ou um valor inteiro positivo de pelo menos 32.768 (32 KiB). Se size não for especificado, 0 será usado. Se a alteração do tamanho da pilha de threads não for suportada, um RuntimeError será levantado. Se o tamanho da pilha especificado for inválido, um ValueError será aumentado e o tamanho da pilha não será modificado. Atualmente, 0 KiB é o valor mínimo de tamanho de pilha suportado para garantir espaço suficiente para o próprio interpretador. Observe que algumas plataformas podem ter restrições específicas sobre valores para o tamanho da pilha, como exigir um tamanho mínimo de pilha > 32 KiB ou exigir alocação em múltiplos do tamanho da página de memória do sistema - a documentação da plataforma deve ser consultada para obter mais informações (páginas de 4 KiB são comuns; usar múltiplos de 4096 para o tamanho da pilha é a abordagem sugerida na ausência de informações mais específicas).

Disponibilidade: Windows, sistemas com threads POSIX.

_thread.TIMEOUT_MAX

O valor máximo permitido para o parâmetro timeout de Lock.acquire(). A especificação de um tempo limite maior que esse valor vai levantar um OverflowError.

Novo na versão 3.2.

Os objetos de bloqueio têm os seguintes métodos:

lock.acquire(waitflag=1, timeout=-1)

Sem nenhum argumento opcional, esse método adquire o bloqueio incondicionalmente, se necessário, aguardando até que seja liberado por outro encadeamento (apenas um encadeamento por vez pode adquirir um bloqueio — esse é o motivo da sua existência).

Se o argumento inteiro waitflag estiver presente, a ação dependerá do seu valor: se for zero, o bloqueio será adquirido apenas se puder ser adquirido imediatamente sem aguardar, enquanto se for diferente de zero, o bloqueio será adquirido incondicionalmente, conforme acima.

Se o argumento de ponto flutuante timeout estiver presente e positivo, ele especificará o tempo máximo de espera em segundos antes de retornar. Um argumento negativo timeout especifica uma espera ilimitada. Você não pode especificar um timeout se waitflag for zero.

O valor de retorno é True se o bloqueio for adquirido com sucesso, se não False.

Alterado na versão 3.2: O parâmetro timeout é novo.

Alterado na versão 3.2: As aquisições de bloqueio agora podem ser interrompidas por sinais no POSIX.

lock.release()

Libera o bloqueio. O bloqueio deve ter sido adquirido anteriormente, mas não necessariamente pela mesma thread.

lock.locked()

Retorna o status do bloqueio: True se tiver sido adquirido por alguma thread, False se não for o caso.

Além desses métodos, os objetos de bloqueio também podem ser usados através da instrução with, por exemplo:

import _thread

a_lock = _thread.allocate_lock()

with a_lock:
    print("a_lock is locked while this executes")

Ressalvas:

  • Threads interagem estranhamente com interrupções: a exceção KeyboardInterrupt será recebida por uma thread arbitrário. (Quando o módulo signal está disponível, as interrupções sempre vão para a thread principal.)

  • Chamar sys.exit() ou levantar a exceção SystemExit é o equivalente a chamar _thread.exit().

  • Não é possível interromper o método acquire() em um bloqueio — a exceção KeyboardInterrupt ocorrerá após o bloqueio ter sido adquirido.

  • Quando a thread principal se encerra, é definido pelo sistema se as outras threads sobrevivem. Na maioria dos sistemas, elas são eliminadas sem executar cláusulas tryfinally ou executar destruidores de objetos.

  • Quando a thread principal é encerrada, ela não realiza nenhuma limpeza usual (exceto que as cláusulas tryfinally são honradas) e os arquivos de E/S padrão não são liberados.