:mod:glob — Expansão de padrão de nome de arquivo no estilo Unix

Código-fonte: Lib/glob.py


O módulo glob encontra todos os nomes de caminho que correspondem a um padrão especificado de acordo com as regras usadas pelo shell Unix, embora os resultados sejam retornados em ordem arbitrária. Nenhuma expansão de til é feita, mas *, ? e os intervalos de caracteres expressos com [] serão correspondidos corretamente. Isso é feito usando as funções os.scandir() e fnmatch.fnmatch() em conjunto, e não invocando realmente um subshell. Observe que, ao contrário de fnmatch.fnmatch(), glob trata nomes de arquivos que começam com um ponto (.) como casos especiais. (Para expansão de til e variável de shell, use os.path.expanduser() e os.path.expandvars().)

Para uma correspondência literal, coloque os metacaracteres entre colchetes. Por exemplo, '[?]' corresponde ao caractere '?'.

Ver também

O módulo pathlib oferece objetos de caminho de alto nível.

glob.glob(pathname, *, recursive=False)

Retorna uma lista possivelmente vazia de nomes de caminho que correspondem a pathname, que deve ser uma string contendo uma especificação de caminho. pathname pode ser absoluto (como /usr/src/Python-1.5/Makefile) ou relativo (como ../../Tools/*/*.gif) e pode conter curingas no estilo shell. Links simbólicos quebrados são incluídos nos resultados (como no shell). Se os resultados são classificados ou não depende do sistema de arquivos. Se um arquivo que satisfaz as condições for removido ou adicionado durante a chamada desta função, não é especificado se um nome de caminho para esse arquivo ser incluído.

Se recursive for verdadeiro, o padrão “**” corresponderá a qualquer arquivo e zero ou mais diretórios, subdiretórios e links simbólicos para diretórios. Se o padrão for seguido por um os.sep ou os.altsep, então os arquivos não irão corresponder.

Levanta um evento de auditoria glob.glob com argumentos pathname, recursive.

Nota

Usar o padrão “**” em grandes árvores de diretório pode consumir uma quantidade excessiva de tempo.

Alterado na versão 3.5: Suporte a globs recursivos usando “**”.

glob.iglob(pathname, *, recursive=False)

Retorna um iterador que produz os mesmos valores que glob() sem realmente armazená-los todos simultaneamente.

Levanta um evento de auditoria glob.glob com argumentos pathname, recursive.

glob.escape(pathname)

Escapa todos os caracteres especiais ('?', '*' e '['). Isso é útil se você deseja corresponder a uma string literal arbitrária que pode conter caracteres especiais. Os caracteres especiais nos pontos de compartilhamento de unidade/UNC não têm escape, por exemplo, no Windows escape('//?/c:/Quo vadis?.txt') retorna '//?/c:/Quo vadis[?].txt'.

Novo na versão 3.4.

Por exemplo, considere um diretório contendo os seguintes arquivos: 1.gif, 2.txt, card.gif e um subdiretório sub que contém apenas o arquivo 3.txt. glob() produzirá os seguintes resultados. Observe como todos os componentes principais do caminho são preservados.

>>> import glob
>>> glob.glob('./[0-9].*')
['./1.gif', './2.txt']
>>> glob.glob('*.gif')
['1.gif', 'card.gif']
>>> glob.glob('?.gif')
['1.gif']
>>> glob.glob('**/*.txt', recursive=True)
['2.txt', 'sub/3.txt']
>>> glob.glob('./**/', recursive=True)
['./', './sub/']

Se o diretório contém arquivos começando com . eles não serão correspondidos por padrão. Por exemplo, considere um diretório contendo card.gif e .card.gif

>>> import glob
>>> glob.glob('*.gif')
['card.gif']
>>> glob.glob('.c*')
['.card.gif']

Ver também

Módulo fnmatch

Expansão de nome de arquivo no estilo shell (não caminho)