Conversão e formação de strings

Funções para conversão de números e saída formatada de Strings.

int PyOS_snprintf(char *str, size_t size, const char *format, ...)
Part of the Stable ABI.

Saída não superior a size bytes para str de acordo com a string de formato format e os argumentos extras. Veja a página man do Unix snprintf(3).

int PyOS_vsnprintf(char *str, size_t size, const char *format, va_list va)
Part of the Stable ABI.

Saída não superior a size bytes para str de acordo com o formato string format e a variável argumento de lista va. Página man do Unix vsnprintf(3).

PyOS_snprintf() e PyOS_vsnprintf() envolvem as funções snprintf() e vsnprintf() da biblioteca Standard C. Seu objetivo é garantir um comportamento consistente em casos extremos, o que as funções do Standard C não garantem.

Os invólucros garantem que str[size-1] seja sempre '\0' no retorno. Eles nunca escrevem mais do que size bytes (incluindo o '\0' ao final) em str. Ambas as funções exigem que str != NULL, size > 0, format != NULL e size < INT_MAX.

O valor de retorno (rv) para essas funções deve ser interpretado da seguinte forma:

  • Quando``0 <= rv < size``, a conversão de saída foi bem-sucedida e os caracteres de rv foram escritos em str (excluindo o '\0' byte em str[rv]).

  • Quando rv >= size, a conversão de saída foi truncada e um buffer com rv + 1 bytes teria sido necessário para ter sucesso. str[size-1] é '\0' neste caso.

  • Quando rv < 0, “aconteceu algo de errado.” str[size-1] é '\0' neste caso também, mas o resto de str é indefinido. A causa exata do erro depende da plataforma subjacente.

As funções a seguir fornecem strings independentes de localidade para conversões de números.

double PyOS_string_to_double(const char *s, char **endptr, PyObject *overflow_exception)
Part of the Stable ABI.

Converte uma string s em double, levantando uma exceção Python em caso de falha. O conjunto de strings aceitas corresponde ao conjunto de strings aceito pelo construtor float() do Python, exceto que s não deve ter espaços em branco à esquerda ou à direita. A conversão é independente da localidade atual.

Se endptr for NULL, converte a string inteira. Levanta ValueError e retorna -1.0 se a string não for uma representação válida de um número de ponto flutuante.

Se endptr não for NULL, converte o máximo possível da string e defina *endptr para apontar para o primeiro caractere não convertido. Se nenhum segmento inicial da string for a representação válida de um número de ponto flutuante, define *endptr para apontar para o início da string, levanta ValueError e retorne -1.0.

Se s representa um valor que é muito grande para armazenar em um ponto flutuante (por exemplo, "1e500" é uma string assim em muitas plataformas), então se overflow_exception for NULL retorna Py_HUGE_VAL (com um sinal apropriado) e não define nenhuma exceção. Caso contrário, overflow_exception deve apontar para um objeto de exceção Python; levantar essa exceção e retornar -1.0. Em ambos os casos, define *endptr para apontar para o primeiro caractere após o valor convertido.

Se qualquer outro erro ocorrer durante a conversão (por exemplo, um erro de falta de memória), define a exceção Python apropriada e retorna -1.0.

Novo na versão 3.1.

char *PyOS_double_to_string(double val, char format_code, int precision, int flags, int *ptype)
Part of the Stable ABI.

Converte um double val para uma string usando format_code, precision e flags fornecidos.

format_code deve ser um entre 'e', 'E', 'f', 'F', 'g', 'G' ou 'r'. Para 'r', a precisão precision fornecida deve ser 0 e é ignorada. O código de formato 'r' especifica o formato padrão de repr().

flags pode ser zero ou mais de valores Py_DTSF_SIGN, Py_DTSF_ADD_DOT_0 ou Py_DTSF_ALT, alternados por operador lógico OU:

  • Py_DTSF_SIGN significa sempre preceder a string retornada com um caractere de sinal, mesmo se val não for negativo.

  • Py_DTSF_ADD_DOT_0 significa garantir que a string retornada não se pareça com um inteiro.

  • Py_DTSF_ALT significa aplicar regras de formatação “alternativas”. Veja a documentação para o especificador '#' de PyOS_snprintf() para detalhes.

Se type não for NULL, então o valor para o qual ele aponta será definido como um dos Py_DTST_FINITE, Py_DTST_INFINITE ou Py_DTST_NAN, significando que val é um número finito, um número infinito ou não um número, respectivamente.

O valor de retorno é um ponteiro para buffer com a string convertida ou NULL se a conversão falhou. O chamador é responsável por liberar a string retornada chamando PyMem_Free().

Novo na versão 3.1.

int PyOS_stricmp(const char *s1, const char *s2)

Comparação de strings sem diferença entre maiúsculas e minúsculas. A função funciona quase de forma idêntica a strcmp() exceto que ignora o caso.

int PyOS_strnicmp(const char *s1, const char *s2, Py_ssize_t size)

Comparação de strings sem diferença entre maiúsculas e minúsculas. A função funciona quase de forma idêntica a strncmp() exceto que ignora o caso.