py_compile — Compila arquivos fonte do Python

Código-fonte: Lib/py_compile.py


O módulo py_compile fornece uma função para gerar um arquivo de bytecode a partir de um arquivo fonte, e outra função usada quando o arquivo fonte do módulo é chamado como um script.

Embora nem sempre seja necessária, essa função pode ser útil ao instalar módulos para uso compartilhado, especialmente se alguns usuários não tiverem permissão para gravar os arquivos de cache de bytecodes no diretório que contém o código-fonte.

exception py_compile.PyCompileError

Exceção levantada quando ocorre um erro ao tentar compilar o arquivo.

py_compile.compile(file, cfile=None, dfile=None, doraise=False, optimize=- 1, invalidation_mode=PycInvalidationMode.TIMESTAMP, quiet=0)

Compila um arquivo fonte para bytecode e grava o arquivo de cache de bytecode. O código-fonte é carregado a partir do arquivo chamado file. O bytecode é gravado em cfile, cujo padrão é o caminho PEP 3147/PEP 488, terminando em .pyc. Por exemplo, se file for /foo/bar/baz.py, o cfile será padronizado como /foo/bar/__pycache__/baz.cpython-32.pyc para o Python 3.2. Se dfile for especificado, ele será usado como o nome do arquivo fonte nas mensagens de erro em vez de file. Se doraise for verdadeiro, a PyCompileError será levantada quando um erro for encontrado durante a compilação de file. Se doraise for false (o padrão), uma string de erros será gravada em sys.stderr, mas nenhuma exceção será gerada. Essa função retorna o caminho para o arquivo compilado em bytes, ou seja, qualquer valor cfile foi usado.

Os argumentos doraise e quiet determinam como os erros são tratados durante a compilação do arquivo. Se quiet for 0 ou 1 e doraise for false, o comportamento padrão será ativado: uma string de erros será gravada em sys.stderr e a função retornará None em vez de um caminho. Se doraise for verdadeiro, uma PyCompileError será levantada. No entanto, se quiet for 2, nenhuma mensagem será escrita e doraise não terá efeito.

Se o caminho que cfile se tornar (especificado ou computado explicitamente) for um link simbólico ou um arquivo não regular, FileExistsError será levantada. Isso serve como um aviso de que a importação transformará esses caminhos em arquivos regulares se for permitido gravar arquivos compilados em bytes nesses caminhos. Esse é um efeito colateral da importação usando a renomeação de arquivo para colocar o arquivo final compilado em bytecode para evitar problemas de gravação simultânea de arquivos.

optimize controla o nível de otimização e é passado para a função embutida compile(). O padrão de -1 seleciona o nível de otimização do interpretador atual.

invalidation_mode deve ser um membro da enum PycInvalidationMode e controla como o cache do bytecode gerado é invalidado em tempo de execução. O padrão é PycInvalidationMode.CHECKED_HASH se a variável de ambiente SOURCE_DATE_EPOCH estiver configurada, caso contrário, o padrão é PycInvalidationMode.TIMESTAMP.

Alterado na versão 3.2: Alterado o valor padrão de cfile para ficar em conformidade com a PEP 3147. O padrão anterior era file + 'c' ('o' se a otimização estivesse ativada). Também foi adicionado o parâmetro optimize.

Alterado na versão 3.4: Alterado o código para usar importlib para a gravação do arquivo de cache do bytecode. Isso significa que a semântica de criação/gravação de arquivo agora corresponde ao que importlib faz, por exemplo, permissões, semântica de gravação e movimentação, etc. Também foi adicionada a ressalva de que FileExistsError é levantada se cfile for um link simbólico ou um arquivo não regular.

Alterado na versão 3.7: O parâmetro invalidation_mode foi adicionado conforme especificado em PEP 552. Se a variável de ambiente SOURCE_DATE_EPOCH estiver configurada, invalidation_mode será forçado a PycInvalidationMode.CHECKED_HASH.

Alterado na versão 3.7.2: A variável de ambiente SOURCE_DATE_EPOCH não substitui mais o valor do argumento invalidation_mode e, em vez disso, determina seu valor padrão.

Alterado na versão 3.8: O parâmetro quiet foi adicionado.

class py_compile.PycInvalidationMode

Uma enumeração de métodos possíveis que o interpretador pode usar para determinar se um arquivo de bytecode está atualizado com um arquivo fonte. O arquivo .pyc indica o modo de invalidação desejado em seu cabeçalho. Veja Cached bytecode invalidation para obter mais informações sobre como o Python invalida arquivos .pyc em tempo de execução.

Novo na versão 3.7.

TIMESTAMP

O arquivo .pyc inclui o carimbo de data e hora e o tamanho do arquivo fonte, que o Python comparará com os metadados do arquivo fonte no tempo de execução para determinar se o arquivo .pyc precisa ser gerado novamente.

CHECKED_HASH

O arquivo .pyc inclui um hash do conteúdo do arquivo fonte, com o qual o Python comparará o fonte em tempo de execução para determinar se o arquivo .pyc precisa ser gerado novamente.

UNCHECKED_HASH

Como CHECKED_HASH, o arquivo .pyc inclui um hash do conteúdo do arquivo fonte. No entanto, em tempo de execução, o Python presumirá que o arquivo .pyc está atualizado e não validará o .pyc contra o arquivo fonte.

Essa opção é útil quando os .pycs são atualizados por algum sistema externo ao Python, como um sistema de compilação.

Interface de Linha de Comando

This module can be invoked as a script to compile several source files. The files named in filenames are compiled and the resulting bytecode is cached in the normal manner. This program does not search a directory structure to locate source files; it only compiles files named explicitly. The exit status is nonzero if one of the files could not be compiled.

<file> ... <fileN>
-

Positional arguments are files to compile. If - is the only parameter, the list of files is taken from standard input.

-q, --quiet

Suppress errors output.

Alterado na versão 3.2: Added support for -.

Alterado na versão 3.10: Added support for -q.

Ver também

Módulo compileall

Utilitários para compilar todos os arquivos fontes Python em uma árvore de diretórios.