zlib — Compactação compatível com gzip


For applications that require data compression, the functions in this module allow compression and decompression, using the zlib library. The zlib library has its own home page at https://www.zlib.net. There are known incompatibilities between the Python module and versions of the zlib library earlier than 1.1.3; 1.1.3 has a security vulnerability, so we recommend using 1.1.4 or later.

As funções do zlib têm muitas opções e geralmente precisam ser usadas em uma ordem específica. Esta documentação não tenta cobrir todas as permutações; consulte o manual do zlib em http://www.zlib.net/manual.html para obter informações oficiais.

Para leitura e escrita de arquivos .gz, consulte o módulo gzip.

A exceção e as funções disponíveis neste módulo são:

exception zlib.error

Exceção levantada em erros de compactação e descompactação.

zlib.adler32(data[, value])

Calcula uma soma de verificação Adler-32 de data. (Uma soma de verificação Adler-32 é quase tão confiável quanto uma CRC32, mas pode ser calculada muito mais rapidamente.) O resultado é um número inteiro sem sinal de 32 bits. Se value estiver presente, ele será usado como o valor inicial da soma de verificação; caso contrário, um valor padrão de 1 é usado. A passagem de value permite calcular uma soma de verificação em execução através da concatenação de várias entradas. O algoritmo não é criptograficamente forte e não deve ser usado para autenticação ou assinaturas digitais. Como o algoritmo foi projetado para uso como um algoritmo de soma de verificação, não é adequado para uso como um algoritmo de hash geral.

Alterado na versão 3.0: Sempre retorna um valor sem sinal. Para gerar o mesmo valor numérico em todas as versões e plataformas do Python, use adler32(data) & 0xffffffff.

zlib.compress(data, /, level=-1)

Compacta os bytes em data, retornando um objeto de bytes contendo dados compactados. level é um número inteiro de 0 a 9 ou -1 controlando o nível de compactação; 1 (Z_BEST_SPEED) é o mais rápido e produz a menor compactação, 9 (Z_BEST_COMPRESSION) é o mais lento e produz o máximo. 0 (Z_NO_COMPRESSION) é nenhuma compactação. O valor padrão é -1 (Z_DEFAULT_COMPRESSION). Z_DEFAULT_COMPRESSION representa um compromisso padrão entre velocidade e compactação (atualmente equivalente ao nível 6). Levanta a exceção error se ocorrer algum erro.

Alterado na versão 3.6: level pode agora ser usado como um parâmetro nomeado.

zlib.compressobj(level=-1, method=DEFLATED, wbits=MAX_WBITS, memLevel=DEF_MEM_LEVEL, strategy=Z_DEFAULT_STRATEGY[, zdict])

Retorna um objeto de compactação, a ser usado para compactar fluxos de dados que não cabem na memória de uma só vez.

level é o nível de compactação – um número inteiro de 0 a 9 ou -1. Um valor de 1 (Z_BEST_SPEED) é mais rápido e produz a menor compactação, enquanto um valor de 9 (Z_BEST_COMPRESSION) é mais lento e produz o máximo. 0 (Z_NO_COMPRESSION) é nenhuma compactação. O valor padrão é -1 (Z_DEFAULT_COMPRESSION). Z_DEFAULT_COMPRESSION representa um meio termo padrão entre velocidade e compactação (atualmente equivalente ao nível 6).

method é o algoritmo de compactação. Atualmente, o único valor suportado é DEFLATED.

O argumento wbits controla o tamanho do buffer do histórico (ou o “tamanho da janela”) usado ao compactar dados e se um cabeçalho e um trailer estão incluídos na saída. Pode levar vários intervalos de valores, padronizando para 15 (MAX_WBITS):

  • +9 a +15: o logaritmo de base dois do tamanho da janela, que varia entre 512 e 32768. Valores maiores produzem melhor compactação às custas de maior uso de memória. A saída resultante incluirá um cabeçalho e uma sequência específicos para zlib.

  • -9 a -15: Usa o valor absoluto de wbits como o logaritmo do tamanho da janela, enquanto produz um fluxo de saída bruto sem cabeçalho ou soma de verificação à direita.

  • +25 a +31 = 16 + (9 a 15): Usa os 4 bits baixos do valor como logaritmo do tamanho da janela, incluindo um cabeçalho básico gzip e a soma de verificação à direita na saída.

O argumento memLevel controla a quantidade de memória usada para o estado de compactação interno. Os valores válidos variam de 1 a 9. Valores mais altos usam mais memória, mas são mais rápidos e produzem uma saída menor.

strategy é usado para ajustar o algoritmo de compactação. Os valores possíveis são Z_DEFAULT_STRATEGY, Z_FILTERED, Z_HUFFMAN_ONLY, Z_RLE (zlib 1.2.0.1) e Z_FIXED (zlib 1.2.2.2).

zdict é um dicionário de compactação predefinido. Esta é uma sequência de bytes (como um objeto bytes) que contém subsequências que se espera que ocorram com frequência nos dados a serem compactados. As subsequências que se espera serem mais comuns devem aparecer no final do dicionário.

Alterado na versão 3.3: Adicionado o suporte ao parâmetro e argumento nomeado zdict.

zlib.crc32(data[, value])

Calcula uma soma de verificação CRC (Cyclic Redundancy Check) de data. O resultado é um número inteiro sem sinal de 32 bits. Se value estiver presente, ele será usado como o valor inicial da soma de verificação; caso contrário, um valor padrão de 1 é usado. A passagem de value permite calcular uma soma de verificação em execução através da concatenação de várias entradas. O algoritmo não é criptograficamente forte e não deve ser usado para autenticação ou assinaturas digitais. Como o algoritmo foi projetado para uso como um algoritmo de soma de verificação, não é adequado para uso como um algoritmo de hash geral.

Alterado na versão 3.0: Sempre retorna um valor sem sinal. Para gerar o mesmo valor numérico em todas as versões e plataformas do Python, use crc32(data) & 0xffffffff.

zlib.decompress(data, /, wbits=MAX_WBITS, bufsize=DEF_BUF_SIZE)

Descompacta os bytes em data, retornando um objeto de bytes que contém os dados não compactados. O parâmetro wbits depende do formato de data e é discutido mais abaixo. Se bufsize for fornecido, ele será usado como o tamanho inicial do buffer de saída. Levanta a exceção error se ocorrer algum erro.

O parâmetro wbits controla o tamanho do buffer do histórico (ou “tamanho da janela”) e qual formato de cabeçalho e sequência é esperado. É semelhante ao parâmetro para compressobj(), mas aceita mais intervalos de valores:

  • +8 a +15: O logaritmo de base dois do tamanho da janela. A entrada deve incluir um cabeçalho e uma sequência de zlib.

  • 0: Determina automaticamente o tamanho da janela no cabeçalho zlib. Suportado apenas desde o zlib 1.2.3.5.

  • −8 a −15: Usa o valor absoluto de wbits como o logaritmo do tamanho da janela. A entrada deve ser um fluxo bruto sem cabeçalho ou sequência.

  • +24 a +31 = 16 + (8 a 15): Usa os 4 bits baixos do valor como logaritmo do tamanho da janela. A entrada deve incluir um cabeçalho e sequência de gzip.

  • +40 a +47 = 32 + (8 a 15): Usa os 4 bits baixos do valor como logaritmo do tamanho da janela e aceita automaticamente o formato zlib ou gzip.

Ao descompactar um fluxo, o tamanho da janela não deve ser menor que o tamanho originalmente usado para compactar o fluxo; o uso de um valor muito pequeno pode resultar em uma exceção error. O valor padrão wbits corresponde ao maior tamanho da janela e requer que um cabeçalho e uma sequência de zlib sejam incluídos.

bufsize é o tamanho inicial do buffer usado para armazenar dados descompactados. Se for necessário mais espaço, o tamanho do buffer será aumentado conforme necessário, para que você não precise obter esse valor exatamente correto; sintonizando, apenas algumas chamadas serão salvas em malloc().

Alterado na versão 3.6: wbits and bufsize can be used as keyword arguments.

zlib.decompressobj(wbits=MAX_WBITS[, zdict])

Returns a decompression object, to be used for decompressing data streams that won’t fit into memory at once.

The wbits parameter controls the size of the history buffer (or the “window size”), and what header and trailer format is expected. It has the same meaning as described for decompress().

The zdict parameter specifies a predefined compression dictionary. If provided, this must be the same dictionary as was used by the compressor that produced the data that is to be decompressed.

Nota

If zdict is a mutable object (such as a bytearray), you must not modify its contents between the call to decompressobj() and the first call to the decompressor’s decompress() method.

Alterado na versão 3.3: Adicionado o parâmetro zdict.

Compression objects support the following methods:

Compress.compress(data)

Compress data, returning a bytes object containing compressed data for at least part of the data in data. This data should be concatenated to the output produced by any preceding calls to the compress() method. Some input may be kept in internal buffers for later processing.

Compress.flush([mode])

All pending input is processed, and a bytes object containing the remaining compressed output is returned. mode can be selected from the constants Z_NO_FLUSH, Z_PARTIAL_FLUSH, Z_SYNC_FLUSH, Z_FULL_FLUSH, Z_BLOCK (zlib 1.2.3.4), or Z_FINISH, defaulting to Z_FINISH. Except Z_FINISH, all constants allow compressing further bytestrings of data, while Z_FINISH finishes the compressed stream and prevents compressing any more data. After calling flush() with mode set to Z_FINISH, the compress() method cannot be called again; the only realistic action is to delete the object.

Compress.copy()

Returns a copy of the compression object. This can be used to efficiently compress a set of data that share a common initial prefix.

Alterado na versão 3.8: Added copy.copy() and copy.deepcopy() support to compression objects.

Decompression objects support the following methods and attributes:

Decompress.unused_data

A bytes object which contains any bytes past the end of the compressed data. That is, this remains b"" until the last byte that contains compression data is available. If the whole bytestring turned out to contain compressed data, this is b"", an empty bytes object.

Decompress.unconsumed_tail

A bytes object that contains any data that was not consumed by the last decompress() call because it exceeded the limit for the uncompressed data buffer. This data has not yet been seen by the zlib machinery, so you must feed it (possibly with further data concatenated to it) back to a subsequent decompress() method call in order to get correct output.

Decompress.eof

A boolean indicating whether the end of the compressed data stream has been reached.

This makes it possible to distinguish between a properly-formed compressed stream, and an incomplete or truncated one.

Novo na versão 3.3.

Decompress.decompress(data, max_length=0)

Decompress data, returning a bytes object containing the uncompressed data corresponding to at least part of the data in string. This data should be concatenated to the output produced by any preceding calls to the decompress() method. Some of the input data may be preserved in internal buffers for later processing.

If the optional parameter max_length is non-zero then the return value will be no longer than max_length. This may mean that not all of the compressed input can be processed; and unconsumed data will be stored in the attribute unconsumed_tail. This bytestring must be passed to a subsequent call to decompress() if decompression is to continue. If max_length is zero then the whole input is decompressed, and unconsumed_tail is empty.

Alterado na versão 3.6: max_length can be used as a keyword argument.

Decompress.flush([length])

All pending input is processed, and a bytes object containing the remaining uncompressed output is returned. After calling flush(), the decompress() method cannot be called again; the only realistic action is to delete the object.

The optional parameter length sets the initial size of the output buffer.

Decompress.copy()

Returns a copy of the decompression object. This can be used to save the state of the decompressor midway through the data stream in order to speed up random seeks into the stream at a future point.

Alterado na versão 3.8: Added copy.copy() and copy.deepcopy() support to decompression objects.

Information about the version of the zlib library in use is available through the following constants:

zlib.ZLIB_VERSION

The version string of the zlib library that was used for building the module. This may be different from the zlib library actually used at runtime, which is available as ZLIB_RUNTIME_VERSION.

zlib.ZLIB_RUNTIME_VERSION

The version string of the zlib library actually loaded by the interpreter.

Novo na versão 3.3.

Ver também

Module gzip

Reading and writing gzip-format files.

http://www.zlib.net

The zlib library home page.

http://www.zlib.net/manual.html

The zlib manual explains the semantics and usage of the library’s many functions.